• abril 9, 2018

Decidiu empreender no ambiente digital e agora quer saber como criar seu e-commerce do zero? Então conheça 13 passos essenciais nesse post!

Depois de alguma pesquisa e reflexão, você decidiu criar uma loja virtual e agora precisa de mais informações que o auxiliem a saber quais são os principais processos?

Então acaba de chegar ao lugar certo! Confira nosso post e aprenda 13 passos para iniciar o seu e-commerce do zero!

Para começar, é importante que você saiba que as formas de gerenciar uma loja virtual são, em muitos aspectos, diferentes em uma loja online.

Isso inclui a forma de atendimento, o modo como as compras são feitas, o local de funcionamento, a logística, estoque, entre outras particularidades.

Primeiramente é importante você saber um pouco sobre o mercado brasileiro de e-commerce.

O Mercado de E-commerce no Brasil

Sua decisão de criar um negócio digital provavelmente tenha sido baseada em pesquisas e outras análises.

E, realmente, esse é um mercado em crescimento no Brasil.

Segundo o relatório Webshoppers edição 35, em 2016 o faturamento dos e-commerces fechou em R$44 bilhões, um crescimento de 7% em relação a 2015.

Outro dado interessante é a projeção do Forrester, estudo encomendado pelo Google, a qual diz que até 2021 o comércio eletrônico deve dobrar sua participação no varejo e crescer aproximadamente 12,4% ao ano.

Porém, como você provavelmente pôde perceber, pois chegou até aqui, não basta investir somente em produtos, plataformas e sistemas para ter sucesso.

Isso depende, em grande parte, de saber como escalar uma loja online. E para isso, é importante ficar por dentro dos fatores que podem influenciar as vendas da sua loja virtual.

e-commerce do zero

As 5 principais razões que afetam as vendas online

Antes de mostrarmos as dicas de como escalar o seu e-commerce do zero, é importante que você conheça alguns fatores, facilmente readaptáveis, que podem estar impedindo que isso aconteça.

1. Falta de gatilhos mentais

Você sabia que a opinião de usuários sobre a qualidade de um produto faz toda a diferença na decisão de compra dos seus potenciais clientes?

Portanto, a falta de investimento em provas sociais, como reviews e avaliações, pode ser justamente o que está faltando em sua estratégia.

Prova disso é o estudo do Local Consumer ReviewSurvey que comprova que 72% dos consumidores confiam em recomendações e outras formas de avaliação.

2. Imagens e descrições pouco atrativas

Quando o usuário entra em um e-commerce, basta alguns segundos para que ele decida se vai permanecer ou não.

O mesmo acontece se ele faz a busca de um produto e se depara com fotos que não mostram detalhes, além de descrições sem informações que julga importantes.

Como está o layout da sua loja virtual? E as imagens e descrições de produtos?

Se ficou em dúvida sobre a qualidade, está na hora de analisar e realizar mudanças necessárias, como investir em fotos profissionais e novos textos.

3. Falta de estratégias de preços e ofertas

Um dos fatores que fazem um usuário decidir por uma compra, sem dúvidas, é o preço do produto.

E, se o e-commerce não faz uso de técnicas com o objetivo de influenciar psicologicamente o consumidor, pode estar perdendo clientes.

Entre essas técnicas, estão os valores quebrados, a contraposição visual, a qual trabalha com cores e outros elementos que destacam valores menores, a exibição de pagamento de forma parcelada e a forma com que as promoções são exibidas.

4. Falta de garantias

Muitos usuários deixam de comprar em uma loja virtual por terem problemas em relação à logística reversa, ou seja, quando decidem devolver ou realizar a troca de um produto.

Por isso, é muito importante que o e-commerce invista em processos eficientes e os deixem bem claros no site, para que o cliente saiba que poderá contar com esses procedimentos, caso necessário.

5. Falta de segurança

Quando um visitante acessa um e-commerce e se identifica com os seus produtos, muito provavelmente, antes de finalizar a compra, ele faça uma análise para identificar se aquele ambiente é seguro e se seus dados estarão, de fato, protegidos.

Caso a loja virtual não ofereça segurança, ele pode acabar desistindo e indo para a concorrência.

Portanto, é importante implantar sistemas anti fraude, selos e certificados de segurança.

Sabendo disso tudo, chegou a hora de criar e escalar o seu e-commerce com 13 passos.

E-commerce do zero: os 13 passos para escalar sua loja online

1. Formalize o negócio

Assim como em qualquer tipo de empresa, quem deseja iniciar um e-commerce do zero de forma profissional, deve primeiramente constituí-la juridicamente.

Isso quer dizer contratar um contador para criar um CNPJ e realizar todos os outros trâmites necessários à formalização.

Para quem está começando, é possível se cadastrar como MEI, por exemplo, que conta com tributos menores e outras vantagens.

2. Elabore um planejamento

Esse é um dos passos mais importantes para quem busca ter sucesso no futuro.

Por isso, defina qual será o nicho de mercado atendido pelo seu e-commerce, os produtos que serão vendidos, quem será o público-alvo e os fornecedores.

Um planejamento bem elaborado será capaz de nortear todas as outras ações de forma eficaz e assertiva.

E-commerce do zero

3. Invista na imagem da marca

Depois de traçar o planejamento, onde conste o público-alvo e a persona do seu e-commerce, é hora de pensar em uma imagem condizente às suas características e que, portanto, seja atrativa.

Isso inclui investir em design, uma logo que consiga passar os propósitos da empresa e outros aspectos que tornem a loja virtual diferenciada.

4. Defina a estrutura

Ao contrário de uma loja física, para se começar um e-commerce do zero é essencial escolher uma boa plataforma e sistemas que possibilitem seu completo funcionamento.

Há uma série delas no mercado, voltadas às mais diferentes necessidades.

Por isso, pesquise, separe as opções mais interessantes e, depois de ter todas as informações sobre elas, finalmente decida.

Se quiser, temos uma lista gratuita das melhores plataformas do mercado. É só baixar a planilha aqui.

5. Analise os fornecedores

A qualidade dos produtos, os prazos de entrega cumpridos, as formas de negociação e outros fatores fazem com a escolha de fornecedores seja um item fundamental para quem pretende iniciar um e-commerce do zero.

Eles farão diferença em muitas questões, como a logística e a financeira, portanto a escolha correta fará diferença no seu negócio.

Procure conhecer em detalhes todas as empresas que interessarem a você, realize boas negociações e estabeleça parcerias.

6. Avalie onde os produtos serão estocados

Apesar das lojas online funcionarem no ambiente digital, os estoques são físicos e, portanto, quem pretende iniciar um e-commerce do zero deve se preocupar com o local onde eles serão armazenados.

Isso inclui avaliar a variedade de produtos, a qual irá exigir espaços maiores ou menores, a possibilidade de realizar dropshippings, processo que consiste em receber as ordens de compra e enviá-las diretamente ao fornecedor, entre outros detalhes.

7. Escolha as formas de pagamento

Um dos fatores essenciais ao se criar uma loja virtual é escolher as opções de pagamento que estarão disponíveis.

Entre elas, estão cartões de crédito e débito, boletos bancários, intermediares de pagamento, como Paypal e PagSeguro e gateways de pagamento, que envolvem as redes de pagamento como a Cielo.

Esse quesito deve ser avaliado com bastante cautela, já que formas de pagamento indisponíveis podem acabar afastando potenciais clientes.

Por outro lado, é necessário avaliar taxas e demais tributos cobrados pelas empresas para verificar se eles cabem em seu orçamento.

8. Estabeleça canais para gerar audiência

Os canais de audiência, como as redes sociais, são responsáveis por fazer com que mais clientes conheçam uma marca e se relacionem com ela.

Por isso, ao começar um e-commerce do zero, pense também quais serão as mídias utilizadas pela sua empresa com essa finalidade.

9. Invista em boas fotos e descrições

No momento de começar a criar a estrutura da loja, uma das suas principais preocupações deve ser com boas imagens e descrições detalhadas, as quais irão substituir o contato físico com os produtos.

Portanto, serão fatores decisivos para as compras dos usuários.

10. Pense em segurança

Ter uma loja online é contar com uma série de dados confidenciais de clientes e, portanto, é necessário que seu e-commerce seja um ambiente seguro.

Ao iniciar seu empreendimento, invista em certificados de segurança e sistemas anti fraude que protejam as informações e façam que os usuários tenham mais confiança para realizar compras.

E-commerce do zero

11. Organize a operação e a logística

Um dos pontos mais importantes que um empreendedor deve pensar quando vai criar um e-commerce do zero é a operação do negócio no dia a dia, ou seja, a logística.

Ela envolve, entre outros aspectos, a questão de transporte, embalagem e frete.

Para esse último, você deve definir se as entregas serão feitas por meio de transportadoras e considerar uma possível parceria com os Correios, por exemplo.

12. Invista em estratégias de Marketing

Depois de realizar todos os processos necessários para a viabilização do seu e-commerce, você deve pensar em formas de fazer com que seus potenciais clientes saibam que ela exista.

E isso envolve, sem dúvidas, estratégias de Marketing Digital.

A ferramenta possibilita o desenvolvimento de conteúdos de valor, a promoção em mecanismos de busca, como o Google, o relacionamento e interação com clientes por meio das mídias sociais, entre outros benefícios pelos quais é essencial investir.

13. Acompanhe os resultados para permanecer no caminho certo

Depois de seguir todos os passos acima e, finalmente, estar com seu e-commerce funcionando, não se esqueça de acompanhar os resultados para que ele permaneça no caminho certo, aumente as vendas e o faturamento.

A partir do momento em que se analisa o retorno das ações, e isso pode ser feito por meio de inúmeras ferramentas disponíveis que já falamos aqui, é possível saber quais as estratégias estão tendo sucesso junto aos usuários e aquelas que precisam ser remodeladas para atingirem os resultados esperados.

Ou seja, você coleta dados concretos sobre o andamento da loja e, a partir deles, pode realizar ações muito mais assertivas rumo ao sucesso.

Para te ajudar fizemos um material gratuito das melhores ferramentas do mercado de e-commerce. É só clicar aqui e baixar grátis.

Esperamos que o nosso artigo com os 13 passos para começar o seu e-commerce do zero tenha tornado o processo de criar uma loja virtual muito mais claro para você.

Acha que ele pode ser útil também para os seus conhecidos? Então compartilhe agora mesmo!

eBook Introdução Ecommerce

ROI Hero

“Se minhas preferências são diferentes das suas, um e-commerce não deveria exibir os mesmos produtos pra mim e pra você, certo?”
Fechar Menu
Shares
Share This